Escrita por: FENADEGAS em Agosto 18, 2021 em Artigo

O período de submissão de candidaturas decorreu entre 1 de abril e 15 de maio, tendo sido submetidas um total de 1 148 candidaturas, com uma área solicitada de 3 475 ha, o que excedeu em muito os 1 324 ha previstos no Despacho n.º 2300-D/2021, de 1 de março.

A distribuição das aprovações em função da qualidade com que as candidaturas foram submetidas permitiu aprovar 33% de candidaturas de novos entrantes e 67 % de produtores/viticultores. No entanto, em área, a distribuição altera-se e são os novos entrantes que recebem mais área 996,73 ha (52% da área), em que 66 % da área aprovada foi para candidaturas de novos entrantes jovens;

As regiões vitícolas que obtiveram o maior número de aprovações foram o Minho, Lisboa e Tejo e consequentemente também o maior número de área atribuída 27%, 19% e 13%, respetivamente;

As Regiões dos Açores e Terras do Dão receberam 100% da área solicitada, por os pedidos submetidos terem sido inferiores ao potencial de crescimento;

Quanto ao total de candidaturas submetidas e área solicitada na distribuição de 2021, verifica-se que 72% das candidaturas foram aprovadas e 55% da área solicitada foi atribuída;

Salientar que a região do Algarve recebe o maior percentual em área, em relação ao 1 % mínimo de crescimento regional, seguida de Minho, Tejo e Lisboa.

Finalmente, as restantes candidaturas que não foram contempladas, ou por pontuação insuficiente ou por não serem elegíveis e por aplicação das restrições.

Deixe um comentário