Logo Labrugeira (002)
Escrita por: FENADEGAS em Abril 6, 2017 em Adega da semana

Adega Cooperativa da Labrugeira investe na melhoria da qualidade de acabamento dos seus vinhos

 

Desde do inicio do ano de 2017, que na Adega Cooperativa da Labrugeira deu um passo tecnológico determinante para a aumentar a melhoria qualitativa do acabamento de todos os seus vinhos engarrafados e embalados em bag-in-box.
Deixou para trás os filtros de aluvião, vulgo filtros de terras, e passou a utilizar filtro tangencial de membrana cerâmica. Esta inovação apresenta vantagens económicas, mas, também representa melhorias a nível ambiental que é desde de sempre uma preocupação dos responsáveis da adega.

Com efeito, esta nova tecnologia deixa para trás os filtros de terras, que utilizam uma mistura de inertes (vários pós de origem calcárea e celolósica), as quais são bastante nocivas para a saúde dos colaboradores, e na prestativa ambiental também são anuladas as descargas desses resíduos.

A operação de filtragem de acabamento dos vinhos da Adega Coop. da Labrugeira passa fazer-se num patamar amigo do ambiente, sem utilização de produtos químicos.

Os resultados são evidentes a todos os níveis.  A qualidade e limpidez do produto final deste novo método em relação aos tradicionais é colossais. Importante também ter em conta os resultados económicos, uma vez que o custo da filtragem por litro baixa 30 a 40%, mesmo tendo em conta o custo bastante mais elevado de cada um destes filtros.

O aparelho vem equipado com um computador programável que o deixa a trabalhar em contínuo, 24 horas por dia, até deixar de ter vinho, sem qualquer operador por perto; existe apenas uma vigilância preventiva de 8 em 8 horas. As impurezas do vinho são praticamente todas retiradas por atuação da membrana cerâmica, com consumo apenas de energia, estando o equipamento preparado para autolavagem a quente.

 

Os Vinhos da Adega

Todos os enchimentos de vinhos engarrafados realizados em 2017, foram alvo desta nova talisma tintoe brancotecnologia com excelentes resultados técnicos.

É o caso do vinho DOC Alenquer tinto “Barão de Alenquer” 2015, medalhado no Concurso Nacional do Crédito Agrícola e dos vinhos já em distribuição “Talismã” Reserva tinto 2014 e “Talismã” Reserva Branco 2015. Também o recente enchimento do “Velharia” Reserva 2014, exportado na quase totalidade para o Brasil, Inglaterra e Alemanha passou por esta tecnologia.

A Adega Cooperativa da Labrugeira conta que até Maio próximo possa utilizar este inovador método de acabamento dos vinhos em toda a sua gama de vinhos DOC, Regionais Lisboa e vinhos brancos e tintos engarrafados e embalados em bag-in-box.

 

fonte: Adega Cooperativa da Labrugeira

2 Comentários
Joao P Passarinho

Abril 14, 2017 @ 10:48

Reply

Bom trabalho, continuem.

FENADEGAS

Abril 17, 2017 @ 10:02

Reply

Caro João P Passarinho,
A sua opinião é muito importante para nós. Obrigado!

Deixe um comentário